A Campanha Discurso de Abertura

abertura

Abertura da Campanha

Estamos aqui reunidos porque procuramos soluções para um problema que acomete a todos diariamente, que é certamente um dos maiores problemas das grandes e médias cidades brasileiras, o trânsito. Quem de nós não tem um amigo, um funcionário ou até mesmo um familiar que já nunca se envolveu um acidente de trânsito. É difícil encontrar. É minoria.

As estatísticas oficiais mostram que 85% dos acidentes de trânsito em Imperatriz tem motociclistas envolvidos. É um número alarmante.

A Motoca comercializa motos em nossa região há 33 anos, e vende 85% das motos que rodam na cidade. A motocicleta é um veículo extraordinário, que traz agilidade, economia, rapidez, renda e lazer a todos que a possuem. Mas se mal usada pode se tornar um veículo perigoso e trazer grandes prejuízos às pessoas envolvidas.

Nós aqui da Motoca, tivemos o infortúnio de ver vários de nossos funcionários envolvidos em acidentes, e em casos específicos, letais. Há tempos pensamos num modo de ajudar a diminuir estes índices. Olhando sempre para fora, no que acontece no dia a dia do trânsito, esquecemos de olhar para dentro da empresa. E quando olhamos, percebemos que nós da Motoca somos também responsáveis diretos por esta realidade. Vimos que vários de nossos funcionários que pilotam motocicletas não tinham carteira de habilitação. Usam capacete sem viseira e solto na cabeça.Não fazem manutenção periódica na moto, e andam com pneus careca, sem freio, e sem retrovisor. São todos os itens básicos, que sem eles, colaboram muito para aumentar os índices de acidentes.

É claro que a imprudência, a imperícia e a ingestão de bebidas alcóolicas também estão no bojo das razões dos acidentes.

Queremos então fazer uma proposta: que cada um dos Srs. Empresários aqui presentes, olhem para as suas empresas, para os seus funcionários, que são seu verdadeiro capital de conhecimento. E tente começar a melhorar o trânsito a partir de suas empresas.

Cobre a habilitação, a consciência na pilotagem, a moto em bom estado. É o mínimo que podemos fazer.

Essa é uma ação que pretendemos iniciar com a classe empresarial em Imperatriz.

É óbvio que o poder público, no caso a Prefeitura e a SETRAN, a Polícia Militar, o Exército e Corpo de Bombeiros além dos órgãos estaduais de trânsito fazem um papel fundamental na fiscalização das leis e da ordem em nosso município e são parte balizadora nesta causa.

A campanha terá uma postura de aglutinar cada vez mais representantes da sociedade civil, para assim ganhar cada dia mais força.

Vários materiais foram confeccionados para esta campanha, no sentido de levar consciência e educação na condução de motocicletas. Camisetas, adesivos, cartazes, e o curso de pilotagem defensiva deverão ser usados em vossas empresas para manter a campanha viva. Não pretendemos fazer uma campanha com data de finalização, pelo contrário, entendemos que tem que ser a longo prazo, pois vamos trabalhar com a consciência das pessoas.

Assim, propagaremos ações periódicas junto a vários setores da sociedade e contamos com o desenvolvimento da mídia, na difusão das ideias e dos resultados.

A adesão de cada um dos Srs será entendida no momento que cada empresa distribuir para seus próprios funcionários uma camiseta como esta que consta no kit que cada um recebeu. Esta camiseta deverá ser usada sempre às sextas-feiras, substituindo o uniforme usual da empresa. Assim, formaremos um grupo crescente e com uma mensagem cada vez mais abrangente. Conscientizar e monitorar são as nossas palavras-chave.

O alcance de bons resultados vai depender de cada um de nós. A nós da Motoca coube apenas a iniciativa e o senso para sugerir os rumos. Não temos uma receita de bolo a seguir. Daremos novos passos a medida que nossas ações fizerem novos desdobramentos.

Contamos, portanto, com a consciência e colaboração de todos.

Muito obrigado!


Fernando Brito  | Diretor Presidente Motoca
Discurso de lançamento da campanha em 27 de setembro de 2011